Página inicial

Investigação e conservação do golfinho-corcunda do Atlântico no Delta do Saloum, Senegal

Investigação e conservação do golfinho-corcunda do Atlântico no Delta do Saloum, Senegal

Em Julho de 2021, um grupo de membros da equipa do CCAHD iniciou a primeira fase de implementação de um projecto intitulado “Surveys Globais do Golfinho-corcunda do Atlântico (Sousa teuszii) no Delta do Saloum (Senegal)”. Este projecto está a ser financiado pela Fundação Loro Parque, com apoio adicional dos Amigos do Jardim Zoológico de Nuremberga, que forneceu financiamento para apoiar a participação de cientistas de países vizinhos, Chelonia Ltd. que forneceu dois Fpods para a detecção de vocalizações de golfinhos, e Ocean Instruments, que forneceu um SoundTrap 500, também para a gravação de detecções acústicas de golfinhos. O projecto é acolhido pelo Fundo Africano de Conservação Aquática (AACF).

Yandeh, Diana, Lucy, Adama e Gianna no cais, prontos para um dia de procura de golfinhos.

Após meses de planeamento, a equipa começou o trabalho de campo no Delta de Saloum a 9 de Julho.  Dez dias consecutivos de surveys efectuados de barco envolveram peritos internacionais, cientistas Senegaleses e Gambianos em treino, e pessoal do Parque Nacional do Delta de Saloum e das Áreas Marinhas Protegidas.  O estudo foi concebido para repetir o survey conduzido por Caroline Weir em Outubro-Novembro de 2015, durante o qual ela documentou 30 grupos de golfinhos-corcunda do Atlântico (GCA) durante 3 semanas. Para além de documentar a distribuição dos golfinhos, a equipa teve como objectivo recolher dados de foto-identificação, instalar equipamento acústico, e fornecer capacitação e sensibilização para cientistas locais e agências governamentais.

O SoundTrap e o FPod foram colocados num local onde os golfinhos foram vistos regularmente pela Weir em 2015, bem como por outros observadores em anos mais recentes. Os avistamentos de GCA durante o survey foram menos frequentes do que em 2015. Serão necessários mais surveys ao longo dos próximos meses e anos para determinar se isto pode reflectir variações sazonais ou se se deve a outros factores.

Infelizmente, os números da COVID no Senegal começaram a aumentar drasticamente à medida que o survey progredia, e os membros da equipa internacional tiveram de partir após 2 semanas, antes que o survey pudesse ser concluído. Os membros da equipa senegalesa estão a completar o survey e voltarão dentro de 6 semanas para recuperar os gravadores.  A equipa completa espera regressar ao Delta do Saloum assim que a COVID e a logística permitam a repetição do survey, continuar com o desenvolvimento das capacidades locais e internacionais, e conduzir os workshops para as comunidades que foram planeados como parte do projecto financiado pelo Loro Parque.  Fiquem atentos!

Grupo de golfinhos-corcunda do Atlântico no Delta do Saloum, Senegal.

O gestor de uma das Áreas Marinhas Protegidas locais faz uma medição da salinidade enquanto o director adjunto do Parque Nacional do Delta Saloum e o cientista estagiário do Fundo Africano de Conservação Aquática tomam notas sobre os parâmetros da água numa das nossas estações de medição.

Yandeh da Gâmbia e Diana do Fundo Africano de Conservação Aquática (AACF- Senegal) descarregam e processam os dados do dia a partir do GPS.

Prontos para fotografar os golfinhos. Este projecto está a ser financiado pela Fundação Loro Parque.